Caipirinha de Banana

Para os amantes da fruta mais tropical “banana”,  segue receita.

INGREDIENTES:

  • Metade de 1 banana
  • Suco de 1 limão
  • Cachaça 1 dose
  • de 4 a 6 pedras de gelo
  • 2 colheres de açúcar

MODO DE PREPARAR:

  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem sem deixar pedras de gelo inteira, depois e só servir, e salute!
Anúncios

Páscoa a la Caipirinha

INGREDIENTES:

– 250g de chocolate branco
– 200g de Creme de Leite
– 2 colheres (sopa) de Cachaça ou Vodka
– 2 colheres (sopa) de pasta concentrada para sorvete de frutas vermelhas

PREPARO:
1) Derreta o chocolate branco, acrescente o creme de leite a cachaça e a pasta concentrada de frutas vermelhas.

2) Esta é uma opção de recheio para Ovo de Páscoa. Você pode substituir a Cachaça por Vodka, se preferir um recheio mais suave.

Sorvete de Caipirinha (receita)

fonte: Garoto

INGREDIENTES:

– ¼ xícara (chá) de açúcar
– 300 g de cobertura de chocolate branco picada
– 1 colher (chá) de raspas de limão
– 1 colher (sopa) de aguardente
– suco de 1 limão
– 3 gemas
– 2 xícaras (chá) de creme de leite fresco

PREPARO:

1. Ferva o açúcar com ¼ de xícara (chá) de água até obter uma calda grossa. Bata as gemas e, sem parar de bater, acrescente a calda aos poucos, até formar picos firmes (cerca de 15 minutos).

2. Junte o chocolate branco a 1 xícara do creme de leite, as raspas e suco de limão, e derreta no microondas, em potência média, por cerca de 2 minutos. Acrescente em seguida as gemas batidas e a aguardente.

3. Bata o restante do creme de leite em ponto de chantilly e misture tudo delicadamente. Coloque em um refratário coberto com papel- filme e leve ao freezer até que fique firme. Sirva em taças decoradas com calda de chocolate e raspas de limão.

Caipirinha com Canela “À MARTINS”

INGREDIENTES:

– 01 LIMÃO MÉDIO (com casca fina)
– 02 COLHERES DE AÇÚCAR
– 03 DOSES DE CACHAÇA;
– GELO A GOSTO
– CANELA EM PÓ

PREPARO:
Tire o miolo do limão e corte em 08 pedaços. Amasse o limão com o açúcar, com cuidado para não tirar a “resina” da casca do limão. Acrescente a cachaça e o gelo. Para finalizar, coloque pitadas da canela em pó.

Caipirão – Caipirinha Portuguesa

Salve, salve a criatividade brasileira sempre! Segue mais um achado sobre caipirinha em nosso blog.

Agora com ares lusitanos, chega a receita do Caipirão. Descubra o que é e como fazer.

 

O Caipirão consiste na adaptação brasileira da bebida típica portuguesa: Licor Beirão.

Esse licor tradicional é preparado com diversas plantas (entre as quais o eucalipto, a canela, o alecrim e a alfazema) e sementes aromáticas, que são submetidas a um processo de dupla destilação.

Para preparar essa iguaria, basta:

 

INGREDIENTES:

– 1/2 limão médio taiti

– 02 colheres de sobremesa de açúcar

– 50 ml de Licor Beirão

 

MODO DE PREPARO:

Em um copo médio (240 ml) coloque o limão (sem o miolo e cortado em fatias), o açúcar e pressione com um amassador. Em seguida, acrescente gelo, Licor Beirão e mexa bem. Pronto! Basta servir.

 

Caipirinha Paralelo Trifásica

 

Sempre em busca de novidades a respeito da capirinha, recebi recentemente a receita abaixo e decidi compartilhar neste blog.
Apelidada como “Caipirinha Paralelo Trifásica”, o drink é uma receita do Bar Paralelo 12:27, localizado na Rua Joaquim Távora, 1227 – Vila Mariana – São Paulo – SP.
Para os fãs desse bar, segue comunidade do Facebook: http://www.facebook.com/paralelo1227

INGREDIENTES:

*1/2 LIMÃO TAITI
*1/2 MARACUJÁ MADURO
*1/3 CAJU MADURO
* 1 GOMO DE CANA DE AÇÚCAR
*60 ML CACHAÇA NOBRE SEM ENVELHECIMENTO
*2 COLHERES DE SOPA DE AÇÚCAR
*7 A 8 PEDRAS DE GELO  DE ÁGUA FILTRADA E FERVIDA

MODO DO PREPARO:

Em uma coqueteleira, coloque 1/2 limão (sem as pontas e miolo), 1/2 maracujá (só a polpa) e 1/3 cajú.
Adcione 02 colheres de sopa de açúcar e massere a mistuta com um socador médio. Depois ponha o gelo e a cachaça (ambos recém saídos do freezer/ refrigerador).
Tampe e chacoalhe a mistura até a coqueteleira ficar insuportavelmente gelada em suas mãos. Abra o recipiente e despeje o líquido em copos Old Fashion.
Corte o gomo de cana de açúcar em 8 pedaços (formato palito) e decore os copos; além de decorar o drink, os palitinhos servirão para os degustadores mexerem seus drinks.
Pronto! Basta servir.

 

Chef cria mousse de caipirinha

Empresária investe em sabores brasileiros de olho em eventos internacionais como a Copa do Mundo e as Olimpíadas

Da Agência Sebrae de Notícias

 

Professora de química e cozinheira por vocação. Unindo essas habilidades, a empresária Jussara do Nascimento criou uma sobremesa inovadora: mousse de caipirinha, que foi até registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Lançado há uma semana, o mais novo item do cardápio já é um dos carros-chefe do Butikin em Casa, bufê da Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

“A reação das pessoas ainda é uma mistura de estranheza e encantamento. Nas festas, quando o garçom explica do que se trata, sempre ouve coisas do tipo: ‘Você está de gozação!’”, diverte-se Jussara, que tinha certeza da receptividade da ideia graças aos amigos que acompanharam o experimento e, desde então, estavam pressionando por encomendas.

No cardápio do Butikin em Casa, com cerca de 50 opções, encontram-se dos pratos tradicionais como bobó, bacalhau e carne assada às criações de Jussara, sempre marcadas pelo sabor de ingredientes bem brasileiros: jiló como antepasto, carpaccio de abobrinha ou um fondue adaptado com carne, linguiça e creme de abóbora.

Legalização
A administração do negócio é feita por Jussara e o marido, Paulo Cezar de Souza, ambos aposentados. Em quatro anos, o casal adquiriu experiência suficiente para atender eventos de diferentes portes como casamentos, aniversários e coqueteis. Além de cuidar dos pratos, a empresa tem uma rede de contatos que garante toda a infraestrutura de pessoal, louça e ainda atrações como música ao vivo.

Mas o sucesso trouxe um problema. Na informalidade, o negócio não conseguia crescer e, pior, poderia ser fechado pelos fiscais. Alertada por uma amiga, Jussara visitou a tenda do Empresa Bacana, projeto em parceria da prefeitura municipal e do Sebrae no Rio de Janeiro, que visita vários bairros da cidade para estimular a formalização. Uma das grandes vantagens é a concessão imediata do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Como Empreendedora Individual há pouco mais de um ano, ela já sentiu a diferença. Os fornecedores cobram menos pela matéria-prima e ainda se encarregam da entrega. Resolvida a parte legal, Jussara só pensa em se aprimorar e, por isso, procurou o Sebrae em busca da orientação empresarial. “Já fechei contrato com duas empresas para fazer eventos. Isso é só o começo porque vêm por aí a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Aposto que os gringos vão adorar a minha mousse de caipirinha e ainda espero inventar muita coisa nova. Trabalho é que não vai faltar”, planeja.